Home Reflexões Os riscos da “esquerda cheirosinha” e por que ela não está acima do bem e do mal